ARTIGO “Doença de Parkinson: o tratamento terapêutico ocupacional na perspectiva dos profissionais e dos idosos”

A combinação de sintomas físicos, mentais e emocionais, que afetam os ambientes sociais, familiar e de trabalho, sugere que uma intervenção padronizada, ‘tamanho único’ trará resultados limitados. Se é que trará algum.” (Aragonn A., Kings J.) Não precisamos nem devemos ser iguais, isso é impossível, os pacientes não serão iguais, mas temos que falar a mesma língua e deixar isso claro para o nosso paciente

Tratamento multidisciplinar na Doença de Parkinson – atuação da Terapia Ocupacional

A Terapia Ocupacional tem como principal objetivo de tratamento promover a autonomia e independência de seus pacientes. Na Doença de Parkinson o Terapeuta Ocupacional atua de forma generalista, reabilitando o parkinsoniano nos seus diversos contextos de vida (AVDs, AIVDs, lazer e trabalho). Para isso se utiliza de avaliações padronizadas, específicas para a Doença de Parkinson, além

Doença de Parkinson – Calçador

Vamos iniciar uma nova série de posts relacionados às tecnologias assistivas existentes e como elas podem promover mais função e autonomia aos parkinsonianos. Esses recursos são amplamente prescritos para população geriátrica em geral. Apesar do post ser inicialmente direcionado para Parkinson, vou orientar os usos de forma geral. O calçador é indicado por Terapeutas Ocupacionais

1º curso sobre Doença de Parkinson para Terapeutas Ocupacionais

Curso de formação, pela primeira vez no Brasil! Com carga horária de 16hs e conteúdo exclusivo. Ministrado pela Terapeuta Ocupacional Andressa Chodur, que há 13 anos atende pacientes com esse diagnóstico. Conteúdo Sábado 8h00 – Recepção 8h30 – 10h00 – Introdução à DP: fisiopatologia, sinais e sintomas, classificações, parkinsonismos, possibilidades de tratamento (2hs/aula) 10h00 –

Gerontotecnologia na Doença de Parkinson

Como a tecnologia pode auxiliar quem tem Parkinson a levar uma vida com mais qualidade, segurança e conforto? Existem recursos para todas as queixas, sintomas e “bolsos”. Isso mesmo! Nem toda tecnologia precisa ser cara, sabiam? Clique no link e confira! Deixem seus comentários!!! Atenção! Conteúdo protegido por direitos autorais. Proibida a reprodução sem autorização prévia